sexta-feira, abril 06, 2012

SALA DE LEITURA - SALADA DE LEITURAS

       O professor de sala de leitura precisa de uma habilidade especial: o poder de seduzir os alunos com os textos literários, fazendo deles leitores apaixonados, daqueles que leem pelo simples prazer de ler. 
       Quando fui convidada a assumir a função de professora de sala de leitura, fiquei radiante! Livros são e sempre foram minha paixão. Sou dessas que perde horas dentro das livrarias, muitas vezes decidindo quais os títulos que irá levar para casa. Além disso, criar e desenvolver projetos pedagógicos são atividades muito prazerosas para mim. Desde então comecei a inventar mil ideias. 
         Mas o que eu não contava era com o fato de que teríamos que atender à grade curricular e não apenas oferecer as oficinas e projetos com grupos de alunos. Me deparei então com mais um desafio. Sem me intimidar, muito pelo contrário, encarei como algo positivo. Sabia que o trabalho seria mais intenso, pois preciso dar conta da organização do acervo, empréstimos e projetos sugeridos pela SME. Mas meu lado "sala de aula" se fez presente e eu, muito a vontade comecei a ler histórias para os alunos. Um dia, a história de uma bolsa mágica, outro dia, a da sopa de prego e por aí afora. Textos variados, temas variados, só por apresentar a literatura como prazer, sem compromissos, sem cobranças. Uma verdadeira "salada de leituras".Comecei indo às salas das turmas e depois passei a levá-los ao espaço da sala de leitura. Planos e projetos não faltam. Mas isso é assunto pra depois. Um pouco de mistério se faz necessário. 
        Por enquanto os alunos ouvem, participam, fazem ilustrações e já estão até criando suas próprias histórias. E completamente seduzidos! Isso mesmo! Eles sempre me abordam nos corredores com a mesma pergunta: quando é que você irá nos contar mais uma história? E isso não tem preço!