quinta-feira, novembro 22, 2012

TROFÉU RIOEDUCA 2012

          O CIEP Antônio Candeia Filho recebeu ontem, dia 21/11/2012, o troféu Rioeduca pelo projeto Formando Cidadãos, desenvolvido pelos professores do PEJA. A festa de entrega do prêmio foi no VIVO RIO, no Parque do Flamengo, Rio de Janeiro.
          O  projeto Formando Cidadãos foi criado a partir da ideia de fazer oficinas de letramento para os alunos com dificuldades de leitura e escrita e acabou se tornando um grande sucesso! Com a elaboração das oficinas de matemática, história, geografia e ciências, o trabalho contou com a participação de todos os professores do PEJA, cada um contribuindo com ideias de atividades, todos empenhados em oferecer uma educação de qualidade para nossos alunos. 
          Ficamos todos muito felizes e agora dedico, em nome de todos os colegas, o prêmio à nossa saudosa diretora Marta, que nos deixou precocemente em setembro. Com certeza ficaria muito orgulhosa! Conheça o projeto e os professores envolvidos pelo link: http://pejantoniocandeia.blogspot.com.br/2011/08/projeto-interdisciplinar-formando.html .        Algumas imagens da festa:

Momento de receber o Prêmio.


No telão...


Eu e Rejane, profª de Sala de Leitura


Eu e André Reis, atual professor de Língua Portuguesa do PEJA


A festa


Entre nós a Coordenadora da 6ª CRE, Rejane Faria






segunda-feira, novembro 05, 2012

Gincana no Facebook com uso da Educopédia

           Despertar o interesse em alunos do 7º ano... Um desafio! Ao ingressar na Escola Municipal Monte Castelo, me deparei com turmas de 7º ano, cheias de energia e pouco interesse em aprender Língua Portuguesa. Esperei, sondei, fiz meu diagnóstico... Procurei conhecer os alunos e os perfis das turmas. 
           Já não é novidade pra ninguém que os alunos dessa faixa etária são diariamente "abduzidos" pela internet e redes sociais. Por que não aproveitar e fazer com que aprendam enquanto estão "ocupados" em suas atividades on line? Imaginei uma atividade no Facebook para que os alunos dessem respostas semanalmente. Mas não poderia ser a resposta pela resposta apenas. Dei à atividade um caráter competitivo, criando assim a gincana no Facebook. Iniciei apresentando uma das aulas do portal Educopédia e usei-a como referência para as tarefas da gincana. Criei um grupo no Face para a escola e adicionei os perfis dos alunos. Para que todos pudessem participar, criei tarefas off line também, como a criação de livros coletivos e histórias em quadrinhos. 
               As tarefas on line funcionavam da seguinte forma: todas as quartas-feiras, após às 18:00h, eu as colocava no Facebook. As equipes tinham até às 18:00h de sexta-feira para conversar e preparar a resposta, que era válida a partir das 18h de sexta-feira e a equipe que postasse certo primeiro, ganhava mais pontos.
           A gincana durou cinco semanas e a equipe vencedora de cada uma das turmas foi liberada da prova de português, ficando os alunos obrigados apenas a fazer as provas bimestrais da rede. Os demais participantes receberam pontos na minha prova, de acordo com a colocação na gincana. Foi uma experiência gratificante para mim e para os alunos, que se divertiram, aprenderam e ganharam pontos no bimestre!


Educopédia



Parte da equipe vencedora da 1704


Alunas mostrando a história em quadrinhos


Todos mostrando a sua participação


Os alunos capricharam


A primeira tarefa


Os alunos ficavam on line, ansiosos pelas tarefas



Disputa acirrada!!


Aluna esperta!


VOANDO NAS ASAS DE PAPEL - UMA ESCOLA DE LEITORES E AUTORES



APRESENTAÇÃO

O desafio de criar nos alunos o desejo de conhecer as obras literárias, se apropriando do conhecimento e das experiências que só uma boa leitura pode proporcionar, foi o que nos moveu na criação e desenvolvimento deste projeto.  Além disso, havia a necessidade de que os alunos compreendessem a função social da escrita e consequentemente da leitura, em especial dos textos literários. É preciso que fique claro aos alunos que cada texto carrega em si uma mensagem e que o objetivo do escritor ao escrever o livro é que essa mensagem seja decodificada por alguém. Nossa intenção era evidenciar ao aluno que a mensagem impressa nas obras literárias podem nos levar a entender diversas causas sociais, ambientais, sentimentos humanos e outras questões por meio da ficção e da criatividade, gerando no leitor o prazer do contato com esse tipo de texto.
Outro ponto enfocado foi o que até a algum tempo atrás, a divulgação de criações literárias ou não, era para poucos. Hoje, com o advento da internet, qualquer pessoa pode produzir uma obra literária ou qualquer outro tipo de expressão artística e divulgá-la por conta própria, bastando para isso acessar a rede. Por esse motivo criamos um blog para a divulgação dos textos coletivos produzidos pelos alunos.  Como queríamos ampliar a abrangência dos nossos receptores decodificadores das nossas mensagens, criamos além dos livros convencionais, e-books e áudio books para que os deficientes visuais possam conhecer o trabalho. Assim, ninguém ficará excluído.

JUSTIFICATIVA

Os alunos do CIEP não tinham o hábito de frequentar a sala de leitura. Além disso, a aula com o professor de Sala de Leitura foi inserida na grade de horário das turmas de primeiro segmento do Ensino Fundamental. Contar histórias para os alunos foi algo que gerou neles uma expectativa muito positiva, pois sempre perguntavam pela próxima aula, a próxima história... Os alunos não tinham consciência de que também poderiam criar um livro e divulgá-lo a outras pessoas, inclusive fora da escola. Além de tudo isso, é necessário que seja disseminado entre as crianças e jovens o hábito da leitura pelo prazer.

OBJETIVOS

·         Desenvolver no aluno o interesse pela leitura literária;
·         Apresentar ao aluno a função social e cultural da literatura;
·         Mostrar ao aluno as fases da produção de um livro;
·         Apresentar os diferentes formatos das obras literárias existentes na atualidade.

DESENVOLVIMENTO
As crianças do 2º ao 5º ano e também a classe especial e de projeto, ouviram os contos infantis tradicionais, como “João e o pé de feijão” e “Os três Porquinhos”, entre outros.
Foram apresentados vídeos relacionados aos contos e releituras. 
Em um segundo momento, apresentamos contos que não são tão conhecidos, aproveitando o vasto acervo da Sala de Leitura.

No terceiro momento do projeto, os alunos viram e manusearam livros feitos por outros alunos, de outras turmas e outras escolas e foram desafiados a produzir seus próprios livros.
O quarto momento foi o da produção coletiva, onde cada um contribuiu com sua ideia, uma complementando a outra para que a história fosse criada. É um momento que para quem está de fora, parece caótico, todos ansiosos para apresentar sua ideia, mas essa etapa é de uma imensa riqueza. Enquanto os alunos falam, o professor anota, grava ou filma para que depois as ideias sejam “arrumadas” em um belo texto.

Após a organização do texto, o mesmo é apresentado para a turma e vamos para a etapa das ilustrações. Feito isto, o texto é digitado no Power Point e os desenhos das crianças são inseridos. Está pronto o livro para impressão.

Para gerar o e-book, fomos ao Google docs e criamos uma apresentação que foi compartilhada no blog http://www.saladadeleituras.blogspot.com.br/ .

Passamos então para a última etapa que foi a criação dos áudiobooks.  Utilizando o site: http://www.sitepal.com/howitworks/  . escrevemos o texto de cada livro, salvamos e convertemos para mp3. Fizemos o compartilhamento no sitehttp://www.4shared.com/ e postamos no blog. Assim, todos podem conhecer as produções dos alunos, inclusive os portadores de alguma deficiência visual.




terça-feira, julho 17, 2012

terça-feira, maio 01, 2012

QUESTÕES AMBIENTAIS

Entre os dias 31/05 e 07/06, acontece, na Quinta da Boa Vista, Rio de Janeiro, a primeira edição do Green Nation Fest. Inscrições abertas até o dia 10 de maio! 
O evento tratará das questões ambientais e sustentabilidade. 
Eu estou participando com um roteiro sobre a preservação da água no planeta.
Se meu roteiro for escolhido,um vídeo curta metragem será produzido por um diretor da Rede Globo.
Minha obra já foi aprovada e está disponível para votação na internet. Conheça o trabalho e vote. É muito simples, basta fornecer o nome e o e-mail e clicar em "votar".


http://www.greennationfest.com.br/pt/obra/1335/M-rcia-Cristina-Neves-Reis/AMENINA-QUE-N-O-POUPAVA-GUA

domingo, abril 08, 2012

EDUCAÇÃO E MÍDIA

Saiba usar a mídia como aliada no processo de aprendizagem de seus alunos.


ALUNOS AUTORES - PRODUÇÃO DE TEXTOS COLETIVOS

Saiba como incentivar sua turma a produzir histórias. Estimule a oralidade e a criatividade de seus alunos e veja o resultado gratificante, a produção de um livro idealizado por eles.


PROJETOS PEDAGÓGICOS

Você sabe como desenvolver um projeto pedagógico? Aqui você verá algumas dicas que devem ser observadas para que seu projeto seja um sucesso e os resultados esperados possam ser alcançados.


sexta-feira, abril 06, 2012

SALA DE LEITURA - SALADA DE LEITURAS

       O professor de sala de leitura precisa de uma habilidade especial: o poder de seduzir os alunos com os textos literários, fazendo deles leitores apaixonados, daqueles que leem pelo simples prazer de ler. 
       Quando fui convidada a assumir a função de professora de sala de leitura, fiquei radiante! Livros são e sempre foram minha paixão. Sou dessas que perde horas dentro das livrarias, muitas vezes decidindo quais os títulos que irá levar para casa. Além disso, criar e desenvolver projetos pedagógicos são atividades muito prazerosas para mim. Desde então comecei a inventar mil ideias. 
         Mas o que eu não contava era com o fato de que teríamos que atender à grade curricular e não apenas oferecer as oficinas e projetos com grupos de alunos. Me deparei então com mais um desafio. Sem me intimidar, muito pelo contrário, encarei como algo positivo. Sabia que o trabalho seria mais intenso, pois preciso dar conta da organização do acervo, empréstimos e projetos sugeridos pela SME. Mas meu lado "sala de aula" se fez presente e eu, muito a vontade comecei a ler histórias para os alunos. Um dia, a história de uma bolsa mágica, outro dia, a da sopa de prego e por aí afora. Textos variados, temas variados, só por apresentar a literatura como prazer, sem compromissos, sem cobranças. Uma verdadeira "salada de leituras".Comecei indo às salas das turmas e depois passei a levá-los ao espaço da sala de leitura. Planos e projetos não faltam. Mas isso é assunto pra depois. Um pouco de mistério se faz necessário. 
        Por enquanto os alunos ouvem, participam, fazem ilustrações e já estão até criando suas próprias histórias. E completamente seduzidos! Isso mesmo! Eles sempre me abordam nos corredores com a mesma pergunta: quando é que você irá nos contar mais uma história? E isso não tem preço!




domingo, fevereiro 12, 2012

Participações na Semana de Capacitação de Professores no início do ano letivo de 2012

Participamos de duas capacitações na Semana de Capacitação da SME. A primeira, dia 8/2/2012, com os colegas do CIEP Antônio Candeia Filho, na UNISUAM em Campo Grande. Apresentamos o projeto Interdisciplinar "Formando Cidadãos", desenvolvido no ano passado. A segunda, no dia 10/2/2012, com as colegas da Educopédia, no Centro de Convenções SulAmérica. Apresentamos o processo de produção de aulas e incentivamos os professores a utilizarem a plataforma com exemplos de aula de língua portuguesa e matemática.

APRESENTAÇÃO EM CAMPO GRANDE




APRESENTAÇÃO NO CENTRO DE CONVENÇÕES SULAMÉRICA







Agradeço a Deus por tudo o que tem feito em minha vida!